Na Hipocrisia do mundo você se descobre,
e, se encontra, quando vive um grande amor
Vicente Alencar

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

SUPREMO FAZ A VÍTIMA INDENIZAR O PRÓPRIO ALGOZ

NOTAS PUBLICADAS PELO COLUNISTA CLAUDIO HUMBERTO, EM SUA COLUNA, 18/02/2017:

SUPREMO FAZ A VÍTIMA INDENIZAR O PRÓPRIO ALGOZ
Vai sair do bolso do contribuinte, vítima da criminalidade, a indenização ordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para os presos que reclamam das condições carcerárias. Na prática, o bandido que balear ou estuprar receberá compensação pelo presídio “degradante”, ao contrário de sua vítima, levada a hospital público de fato degradante. A vítima não terá do STF ou do Estado nem mesmo pedido de desculpas.
   
DUAS VEZES VÍTIMA
Entre os contribuintes que vão pagar a indenização ordenada pelo STF estão aqueles que agonizam nos hospitais, vitimados pelo bandidos.
   
TRÊS VEZES VÍTIMA
A ocupação de um leito hospitalar pela vítima de crime priva o acesso ao leito de uma pessoa que necessita, pelas vias ordinárias.

Um comentário:

ANTONIO FERREIRA DE CARVALHO disse...

A atual composição do Supremo Tribunal Federal é a pior de sua história. Com raras exceções, os Ministros defendem suas ideologias partidárias ou convicções pessoais, proferindo decisões absurdas como aquela da relatoria do Ministro Roberto Barroso que concluiu não ser crime o aborto praticado até o terceiro mês de gestação. Além de usurpar a competência legislativa, revogando dispositivos do Código Penal esse Ministro atinge o sentimento de todas as religiões professadas no Brasil, as quais têm como um dos mandamentos NÃO MATARÁS. Demais, dizer que não há vida do embrião no terceiro mês de gravidez é a mesma coisa que dizer que a lua quarto minguante não é lua; ou afirmar que ao brotar um vegetal não tem vida. Por outro lado, se houvesse um plebiscito ou mesmo um Referendum para dizer SIM ou NÃO ao aborto, certamente o NÃO alcançaria, no mínimo, 80%. O Brasil atualmente está numa profunda miséria econômica, política, social e, principalmente, jurídica.

Toni Ferreira
Advogado e Jornalista
Belém - PA